Mobilidades Docentes Agrupamento Esgueira 2017

 

Paulo Fonte – Docente do Agrupamento de Escolas de Esgueira.

Deslocou-se a Palermo, Itália, ao abrigo de uma mobilidade Erasmus+. 

Foi meu propósito realizar uma análise exaustiva dos procedimentos que envolviam a atividade diária dos alunos, a relação dos mesmos com o meio (cidade), a relação com as empresas onde estagiaram e o staff, o trabalho realizado e a produtividade do mesmo. 

A minha experiência neste projeto foi muito gratificante, de crescimento pessoal e profissional. As aprendizagens retiradas elevaram o meu conhecimento e motivação para trabalhar mais perto destes alunos dos cursos profissionais e de certa forma repensar nos procedimentos pedagógicos que vinha praticando até então. O processo ensino aprendizagem é mais consciente, menos ambíguo, mais objetivo e mais real. O projeto ERASMUS+ é construtor de práticas e aprendizagens amplamente significativas para os alunos e docentes envolvidos.

 

Paula Porto – Docente do Agrupamento de Escolas de Esgueira.

Esteve em Fuerteventura, Espanha ao abrigo de uma mobilidade Erasmus+.

Esta formação permitiu adquirir algumas competências profissionais e linguísticas, adquirir novos conhecimentos sobre educação, formação e juventude na UE. Refletir sobre a capacidade de mudança: modernização e abertura internacional. Interligar educação, ensino profissional e mercado de trabalho. Observar diferentes métodos de trabalho.

De referir que a formação teve relevância para o Agrupamento de Escolas de Esgueira pelas seguintes razões:

– Aquisição de um espírito empreendedor.

– Aperfeiçoamento/conhecimento de outro idioma.

– Conhecimento e compreensão de outras formas de trabalho.

– Continuação da formação profissional

– Tolerância – capacidade de adaptação/aceitação de outras culturas.

– Ampliação de horizontes culturais e geográficos a nível mundial.

– Confiança.

– Valorização da diversidade.

– Capacidade de iniciativa e autonomia.

– Maior autoconfiança e autoavaliação.

– Sentido de pertença à Europa multicultural e humanista.

Estas mobilidades realizaram-se ao abrigo do projeto 2016-1-PT01-KA102-022559, um consórcio de seis Escolas, coordenado pela AEVA.